logo_menor sem fundo.png

 

11 - 5062-5164
11 - 96420 2000

Rolando Mario Toro Araneda. 

Criador da Biodança ou biodanza

Formou-se como professor de ensino básico em Santiago, Chile, em 1943 e foi professor nas cidades de Valparaíso, Talcahuano, Pocuro e Santiago, entre 1944 e 1957. Em 1964 formou-se na Escola de Psicologia do instituto pedagógico da Universidade do Chile.

Na Universidade Católica do Chile teve a seu cargo a Cátedra de Psicologia de Arte e de expressão e foi também docente do Centro de Antropologia Medica, na Universidade de Santiago do Chile, onde investigou sobre a expressão do Inconsciente e os estados de expansão da consciência.

Nestas investigações observou que alguns pacientes entravam em transe, surgindo modelos universais de expressão relacionados às diversas emoções. Essas observações levaram-no a concluir que, se a música é capaz de promover este estado, então ela exerce influência no psiquismo e, portanto, ela seria capaz de promover bons resultados.

Juntando o facto de que a dança foi usada desde tempos remotos como instrumento de vinculação e comunicação, expressando com profundidade conteúdos emocionais humanos, começou a criar algumas danças e exercícios a partir de gestos naturais do ser humano, com finalidades precisas, a fim de estimular a vitalidade, a criatividade, o erotismo, a comunicação afetiva entre as pessoas e o sentimento de pertença ao universo, à totalidade.

A sua pesquisa científica demonstrou que determinados exercícios promoviam uma ação reguladora em nível visceral, dinamizando ou o sistema simpático-adrenérgico ou o parassimpático-colinérgico. Observou, também, que outros exercícios "estimulavam emoções específicas que produziam efeitos altamente significativos sobre a perceção de si mesmo e do próprio estilo de comunicação afetiva com as outras pessoas". A estruturação destes conceitos originou a Psicodança, embrião da hoje chamada Biodanza, integrando música, movimento e situações de contato e de continente afetivo formando uma unidade.

Entre 1968 e 1973 começou as suas primeiras experiências com a Biodanza, trabalho que continuou a aprofundar quando se mudou para Buenos Aires, Argentina e depois no Brasil, em Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo, onde viveu entre 1976 e 1989.

Consolidou e integrou a sua experiência com conceitos de psicologia, biologia, fisiologia, física, filosofia e mitologia, entre outras fontes, produzindo um Modelo Teórico e operativo que se referia inicialmente à ontologia, ou seja, ao desenrolar da existência humana, que depois expandiu para incluir a compreensão do processo cósmico da vida.

Em 1984, com a chegada do Sistema Biodanza à Europa, Rolando Toro mudou-se para Milão, Itália, de onde promoveu a expansão da Biodanza por toda a Europa, abrindo escolas de formação de facilitadores na AlemanhaEspanhaInglaterraFrançaSuíça e Itália.

Perante tal expansão Rolando Toro cria a International Biocentric Foundation - Fundação Biocêntrica Internacional, que presidiu até à sua morte.

Rolando Toro foi professor, psicólogo, antropólogo, poeta e pintor. Dono de uma mente perspicaz e sensível dedicou a sua vida a entender o fenômeno humano, publicou vários livros de poesia e de psicoterapia e realizou exposições de pintura no Brasil e na Itália. Falando sobre si mesmo dizia que a sua “mais intima profissão foi ser poeta”.

Rolando Toro faleceu no Chile em 16 de fevereiro de 2010.

 
rolandotoro.jpg
Biodança ou biodanza.jpg
Rolando Toro Araneda Biodança.jpg
Rolando Toro Araneda.jpg
Biodança.jpg
biodança Rolando Toro Araneda.jpg